22 de nov de 2010

ÁGUAS
nino bellieny
Fixou o olhar. Lançou todo o charme que pensava ter. Mandou recado pelas colegas contando o quanto e a quanto gostava dela. Antes da resposta se aproximou exalando confiança. E ela nada. Puxou assunto. Ela nada. Pediu telefone. Nada. Insistiu. Nada. Sorriu. Nada. Quase se desesperou. Nada. Saiu antes que se afogasse.

8 de set de 2010

Nada para escrever. Pouco para dizer. Tanto a viver.
Nn Bllny

DEPOIS QUE NÃO MAIS ESTÃO
Nino Bllny
Sempre teremos essa sensação de que poderíamos ter dito mais. E dissemos sim, em nossos silêncios. Quando desejávamos o melhor ou quando sentíamos falta. Na troca do sorriso e na busca do olhar. E nada de remorsos se deixamos de usar palavras... para que, se muitas vezes nem nós acre
ditamos nelas?

A diferença entre o inteligente e o que não é, está na força que o segundo faz para parecer o que o primeiro sempre foi.
Nn Bllny

As vidas que eu poderia ter vivido, de tanto imaginá-las, nem sei se as vivi ou não.
Nn Bllny

EQUAÇÃO
Nn Bllny
Medo e atração. Analise o que você teme. Pode ser também o que muito atrai. E o quanto mais se foge, mais para perto se vai.

Saudade, o sal da idade.
Nn Bllny